sábado, 20 de janeiro de 2018

Há 5 anos atrás....


....eu era uma garota de 21 anos, cheia de sonhos, planos e expectativas. Mal podia acreditar no que estava para acontecer. Finalmente eu ia embora, eu ia deixar aquele lugarzinho chamado Revés do Belém para trás.
Uma das coisas que eu mais quis em todos os meus vinte e um anos, eu estava conseguindo.
Lotei o carro do meu tio com roupas, sapatos e coisinhas (que mais tarde eu nem ia usar direito), e partimos em direção à Araraquara.
Que emoção, eu estava saindo de um lugar com aproximadamente 5000 habitantes, para uma cidade com mais de 200.000, era fantástico.
Em contrapartida, deixava parte do meu coração em Minas: mãe, pai, irmã, outros familiares, amigos, cachorro e gatos.
O ano de 2013 foi maravilhoso. Minha primeira mudança, meu primeiro emprego, as primeiras baladas de verdade, o primeiro namoro sério....ahhh, era tudo novidade, tudo tão bom.
Mas nesses 5 anos, eu passei por muita coisa, eu fiz muita coisa. Passei por muito perrengue (coisas que nem gosto de lembrar porque doem muito, e ainda carrego consequências),  morei sozinha, conheci gente, muita gente, comecei relacionamentos, terminei relacionamentos, quebrei a cara, amadureci, cresci.
Realizei coisas que eu nem acreditava que eu conseguiria, como por exemplo ganhar uma bolsa integral para estudar publicidade (o curso que eu queria), comprar uma câmera e começar a fotografar, ser independente. Fora as experiências, as novidades, melhor nem comentar heheh
Tudo tem sido muito bom no geral, eu fiz minha vida aqui, e gosto muito da cidade, apesar dos pesares. O lado ruim é a saudade da minha família, que queima o peito, como nesse exato momento😔
Minha mãe e minha irmã ainda me visitaram o ano passado, mas faz 2 anos que eu não vou pra lá, que não vejo meu pai, minha avó, meus amigos....isso dói, eu sei que estou fazendo meu futuro, que estou correndo atrás das minhas coisas, mas é duro não ter tempo ou dinheiro para viajar. Sei que uma hora dá certo, se Deus quiser.
Bom galera, eu só queria despejar minha saudade aqui, e ao mesmo tempo minha gratidão ao povo que eu conheci em Araraquara, que fizeram e fazem eu me sentir em casa. Valeu Cidade da laranja, e que venham mais alguns anos (não sei quantos, pois já tenho novos planos hehe) .
É nois!

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Meu guarda-roupa cápsula + 1 vestido, 5 looks

E aí galera, tudo bom?
Hoje eu vim falar de um assunto bem legal, e creio que muitos já ouviram falar: Guarda-roupa Cápsula (Capsule Wardrobe), que nada mais é que ter uma quantidade limitada de peças para viver durante um tempo.
Algumas pessoas fazem isso a cada troca de estação, tipo, estipulam  e separam uma quantidade de peças de acordo com a época do ano (inverno, verão...etc).
Se quiserem saber mais, eu indico essa matéria do blog Vida Organizada (clique aqui), e essa do Eu Organizado (clique aqui) que explicam muito bem sobre o conceito e como fazer o projeto cápsula dentro da sua realidade, e no Pinterest tem bastante coisa também.
Pois bem, eu vim falar como eu fiz o meu e dar dicas de como aproveitar bem as peças que a gente já tem.
Fazia tempo que eu queria viver com menos, organizar melhor minhas coisas e usar tudo que tenho, mas eu não conseguia. Tinha um guarda-roupa cheio e sempre sentia que não tinha nada para usar, vivia repetindo looks, e comprando coisas que usava pouco. Acho que vocês sabem o que é isso, né? 😅 
Além dessas vantagens que citei acima, com o projeto cápsula você também vai exercitar sua criatividade pra explorar tudo que nem no guarda-roupa.
Depois de muita pesquisa eu resolvi tentar. Eu não estipulei uma quantidade de peças pois quero um guarda-roupa pro ano todo, e não só para alguns meses como a maioria.
Segue o passo-a-passo de tudo que eu fiz:
  • Comecei esvaziando o armário. Assim eu consegui ver tudo que eu tinha, e aproveitei para limpar tudo, e deixar as roupas respirarem (quase morri de rinite por causa do pó, mas tudo bem).
  • Depois eu fui vendo o que combinava mesmo comigo e o que já não fazia meu estilo e separei.
  • Separei também as peças mais velhinhas e as que eu não usava há algum tempo (para doar ou jogar fora).
  • Separei as que davam para ser usadas tanto de dia quanto de noite, as que combinavam com o resto das roupas e etc.
  • Por fim fiquei só com o que importava, com o que eu usava mais e com uma outra peça que quase não uso, mas que combina comigo e com as outras roupas.
-Uma dica: Quando for separar as roupas, seja desapegada (o), pra não acabar ficando com tudo do mesmo jeito.-

Nesse ponto eu já tinha as peças que eu usava mais, as que eu gostava e que combinavam comigo.
Outra dica também (essa tá em uma das matérias acima), é observar seu estilo de vida. Eu, por exemplo, uso uniforme para trabalhar, então preciso de mais calças já que ganho a blusa da empresa. De noite tenho aula, então preciso de roupas confortáveis também. Não faria sentido manter muitos vestidos de festa ou roupas de academia, certo?
Depois de separar tudo, eu organizei e guardei as peças que resolvi manter. Deu uma bela diferença. Eu ia postar uma foto, mas a organização não ficou aquelas coisas heheh.

E agora como prometido lá em cima, vou dar dicas de como usar o mesmo vestido em várias produções. Já peço desculpa pela falta de cor nos looks, mas é que amo preto heheh. Mas aqui é só par ter uma ideia de como fica, vocês podem usar o que têm. 

1 vestido, 5 looks

 Vestido listrado (sem marca). Custou R$19,90 

Look 1
Vestido + Blusa soltinha com mangas + Bolsa de franjas + Mocassim

Truque: Dar um nozinho na blusa pra deixar o look despojado


Look 2
Vestido + Saia preta de renda (pode ser lisa também) + Tênis branco

O segredo é ajeitar bem pro vestido não aparecer por baixo da saia. Dá pra subir um pouco e deixar a 'blusa' mais soltinha. O Look fica super despojado.

Look 3
Vestido + Saia longa estampada + Cinto + Rasteirinha


Um look super fresco e ousado por causa do mix de estampas. Mas como ambas tem as mesmas cores predominantes, então não faz mal. E mesmo que não tivessem, se você tem estilo e atitude, se joga!


Look 4

Vestido + Camiseta + Botas + Bolsa de franja

Mais uma vez o nozinho na camiseta dá um charme ao look. A bota traz mais 'poder' deixando o look com cara de noite, de show, sabe?

Look 5

 Vestido + Calça  Jogging + Carteira + Cinto + Sapatilha

 Esse look foi o meu preferido. Achei bem chic, elegante. E olha, segredo: a calça é de moletom. Sim, moletom, que comprei pra usar no inverno, dobrei a barra e voila. Jamais imaginei usar assim, e olha como ficou ótimo.
________________________________________________________________________

Bom, espero que tenham gostado e aproveitem as dicas. Ahh...se usarem as dicas me mandem fotos? Vou postar as mais legais aqui no blog. Ok? (Na aba contato tem meu e-mail. Fico no aguardo)

Beijos.











segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Ainda dá tempo!


Tá chegando o natal!!!!
É...o ano tá acabando outra vez.
Já é novembro minha gente,metade do mês pra ser mais exata. As pessoas já começaram a falar que o ano passou rápido, a internet tá cheia de memes de natal, de pessoas reclamando da decoração nas lojas, da uva passa (dessa eu tbm reclamo hehe), a Simone já ta quase cantando, Roberto Carlos tbm...😲
Mas fazendo um balanço do meu ano até agora, eu posso dizer com todas as letras que meu ano foi MUITO BOM, ou melhor, está sendo muito bom.
Eu tô aqui pra lembrar que ainda temos 1 mês e meio pra fazer as coisas que deixamos de fazer nos últimos 10 meses. Lógico que tem coisas que nem dá...mas tem coisa que dá pra fazer, ou pelo menos começar.
Eu vou dar umas dicas do que dá tempo de (e eu pretendo) fazer:
  • Fazer uma limpeza, tirar os excessos da vida: O coração da gente é grande, mas não cabe tudo. Faxina no coração, no quarto, no guarda-roupas....etc. Excluir pessoas, sentimentos, para que novos possam surgir e ocupar espaço. Se livrar do que é velho e inútil para dar lugar ao novo, às surpresas boas da vida.

  •  Fazer um passeio/viagem: Ainda dá tempo de passar um fim de semana na praia, ou no campo, numa pousada...sei lá rsrs o importante é que dá tempo de passear e relaxar.
  • Começar a academia/exercícios físicos: Nunca é tarde para começar a se mexer hehe. Seja numa caminhada, numa aula de dança ou até mesmo na musculação; só não vai dar tempo de atingir o físico que você queria no começo do ano. Mas já é um começo.
  • Ler um livro: Ou dois rs.  Sabe aquele livro que tá encostado aí? Ou aquele que você tá pensando em comprar? Dá tempo de ler ainda. Mesmo que não termine esse ano, mas aproveita pra começar e criar o hábito.
  • Ajudar alguém: Sabe a primeira dica? Então, aproveita pra tirar o que você não usa para doar pra alguém que precise. Dá pra pegar alguma cartinha no correio e presentear uma criança também. Você vai se sentir melhor, tenho certeza.
  • Fazer algo que sempre quis: Aprender a cozinhar, tocar um instrumento, cantar,jogar um jogo....nunca é tarde para aprender algo novo, e nunca é tarde para realizar um sonho. Hoje em dia tem tutorial de tudo na internet, só buscar e por a mão na massa.
Bom,essas são apenas algumas coisas que dá tempo de fazer ainda, espero que te inspire a acabar o seu ano bem,sem aquela sensação de ter feito nada o ano todo.

💋💋


domingo, 1 de outubro de 2017

Por que eu não faço vídeos + respondendo perguntas (Parte 1)

Olá pessoas tuto bom?
Pra quem não sabe o blog tem um canal no youtube (Tem o mesmo nome do blog: Nem rosa, nem glitter), e o único vídeo que eu tinha postado até hoje era o de comemoração ás 3000 visitas no blog, que por sinal ficou uma coisa horrorosa hahah (clique aqui pra ver)
Então, depois de um tempo, resolvi gravar outro vídeo explicando por que eu não faço vídeo e respondendo perguntas que algumas pessoas me mandaram no face. Dividi o vídeo em duas partes porque ficou muito grande, e espero um feedback de vocês, dizendo SINCERAMENTE se levo jeito ou não.
Confira aí abaixo como ficou hahahaha não me julguem


segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Hey, você não é trouxa


De uns tempos pra cá, o uso da expressão 'trouxa' cresceu muito nas redes sociais.
Eu mesma já usei (e uso) muito, não vou negar hehehe.
Tem páginas, posts, memes e gírias com esse termo (vai dizer que nunca se chamou, ou chamou alguém de trouxa ou trouxiane?).
Mas isso despertou minha atenção para o que as pessoas tem considerado como ser trouxa.
Eu, por exemplo, sofro de ansiedade e estou com o celular sempre á mão, o que resulta em: responder mensagens no whatsapp rapidamente, mesmo que a pessoa 'demore' para responder de volta.
Eu não me considero trouxa, e nem acho que a outra pessoa está me ignorando, ou dando vácuo, ela só está ocupada, ou longe do celular, talvez.
Hoje em dia, se você se arrisca, se declara e recebe uma resposta negativa: é trouxa.
Não, você não é trouxa. A pessoa simplesmente não está a fim de você e você não tem que sofrer por isso. Agora, se você sabe que a pessoa não gosta de você, só te usa ou coisas do tipo, e você insiste em ficar, sinto em dizer, você está sendo trouxa.
Se você sofre por ter terminado um namoro, você não é trouxa. Mas se você não se dá um tempo e vive correndo atrás do(a) ex, você está sendo trouxa.
O que quero dizer é que as pessoas estão se achando trouxa demais por coisas muito bobas.

Recapitulando:

  • Ser romântico não é ser trouxa.
  • Se declarar não é ser trouxa.
  • Responder mensagens rapidamente não é ser trouxa.
  • Sofrer por terminar um namoro não é ser trouxa.
  • Puxar assunto não é ser trouxa.
Não tenha vergonha de ser como você é, e de fazer o que faz com medo do que os outros vão pensar ou comentar.